(11) 2308-2982 / 2308-2983
R. Vinte e Oito de Setembro, 733 - Vl. Dom Pedro I - São Paulo/SP - CEP 04267-000 (600m do metrô Alto Ipiranga)

Blog da Clínica Vitalità

Clínica de Reabilitação Integrada

A sua dor é AGUDA ou CRÔNICA?

senhor-recebendo-massagem-no-pescoco-800x500

Quando você sente alguma dor, você sabe identificar se ela é aguda ou crônica?
Afinal, qual é a diferença?

A primeira coisa que você deve observar para identificar se uma dor é Aguda ou Crônica, é seu tempo de permanência. Dor aguda pode durar alguns segundos, dias ou semanas. Já para dizermos que uma dor é crônica, ela deve durar, no mínimo, de 3 a 6 meses e pode durar por muitos anos.

Entre as causas das dores crônicas, podemos destacar:

  • cirurgias,
  • traumatismos,
  • queimaduras,
  • inflamação aguda ou infecção.

Interessante destacar que uma dor aguda, quando não tratada adequadamente, pode levar à dor crônica e se transformar em doença.

A dor crônica pode gerar estresses físicos e emocionais.

Imagine que você está com uma dor na coluna lombar há alguns dias, que se transformam em semanas, que se transformam em meses. Aquela dor “acompanha você” e pode interferir na sua vida como um todo, causando irritação, limitações de movimentos e atividades que você sente prazer em praticar, mas agora, por causa da dor, não consegue mais. Pense o quanto isso pode interferir na sua sensação de bem estar, satisfação, prazer e alegria…

“A dor tornar-se crônica, em condições patológicas, resultando em um estado de má adaptação do sistema nociceptivo, que ocorre por uma combinação de alterações nos eventos básicos da nocicepção, associado a disfunções de origem física, emocional, psicológica e social. Portanto, trata-se de uma síndrome que compromete de maneira transitória ou permanente, a qualidade de vida, assim como a capacidade de trabalho de seus portadores.”

Dentre os tipos de dores crônicas, podemos destacar:

  •  dores nas costas,
  • alguns tipos de cefaleias,
  • fibromialgia,
  • dor oncológica.

 

Por isso, caso seu corpo dê um mínimo sinal de dor, observe e procure um médico especializado. Não deixe a “sua dor aguda” se transformar em “dor crônica”.

 

Fonte: SIQUEIRA, josé tadeu Tessetroli de; HENRIQUES, Alexandre Annes; KRAYCHETE, Durval Campos. (Org.). 100 perguntas chave em dor. São Paulo: Permanyer Brasil, 2014.

 

 

Dica Vitalità: Tratamentos Preventivos e de Manutenção, em muitos casos, podem auxiliar na diminuição das sensações de dor. Mas, jamais deixe de procurar um médico especializado.

Share with friends   
Clínica Vitalità

Written by

The author did not add any Information to his profile yet

Comments 0

Deixe uma resposta